Carregando...
Afinal, por que existem as horas complementares?
  • Afinal, por que existem as horas complementares?

    A tão sonhada formatura se aproxima, mas ainda tem um obstáculo pelo caminho: provar que cumpriu as horas obrigatórias das atividades complementares. Pois é, a maior parte dos cursos de graduação exigem uma carga de crédito delas, mas fique tranquilo, você não é o único que passa por isso.
    Mantenha a calma e leia esse post, pois iremos te ajudar a entender melhor o que são essas atividades e como fazê-las!
    Afinal o que são as atividades complementares? De acordo com o Conselho Nacional de Educação da Câmara Superior de Educação, as atividades complementares colocam o estudante em contato com a realidade social, econômica e cultural, e de iniciação à pesquisa de ensino.
    Geralmente existem 02 tipos de atividades complementares: as realizadas dentro da própria faculdade e as externas. As diferenças entre elas são:
    - Na Interna, geralmente, são aceitas atividades como: iniciação científica, monitoria, participação em eventos acadêmicos, agências júnior e palestras.
    - Já na Externa: workshops, conferências, congressos, cursos livres e estágios não obrigatórios. Uma excelente dica são os cursos digitais que possuem um investimento reduzido e dão aquela força na carga horária. 
    Lembrando que quem determina o que vale ou não é a instituição, com base em critérios sobre o que é determinante para a formação do aluno. Além disso, essas atividades possuem carga horária mais flexível e cabe ao estudante o controle e gestão das mesmas.

    O mais importante é conversar com o coordenador do seu curso para não ser surpreendido com a recusa do relatório. 
     

Matérias Relacionadas
Receba por email