Carregando...
Facebook lança recursos para evitar fraudes nas eleições
  • Facebook lança recursos para evitar fraudes nas eleições

    Mesmo após dois anos as últimas eleições americanas ainda estão a salvo de suspeitas da
    fraude. Embora nada tenha sido de fato comprovado até o momento uma coisa é clara, cada
    vez mais a internet vem desempenhando um papel decisivo nas urnas.
    No Brasil em outubro ocorrem às eleições gerais aonde milhões de eleitores vão às urnas
    decidir quem serão os próximos: deputados estaduais, deputados federais, governadores,
    senadores e o presidente do país. Preocupado com a transparência durante o processo
    eleitoral, o Facebook lançou na última semana uma série de recursos que segundo a empresa
    de Mark Zuckerberg visa “proteger” as eleições brasileiras de possíveis fraudes.
    Tal preocupação não é infundada, afinal a rede social atingir a marca de 127 milhões de
    usuários ativos mensalmente no Brasil durante o primeiro trimestre de 2018. Além disso, o
    Brasil é um dos cinco maiores mercados da companhia. Ou seja, independente de quem use a
    faixa presidencial a partir de 1º de janeiro de 2019, Mark Zuckerberg quer manter o nome de
    sua empresa longe de qualquer possível escândalo. O comunicado oficial emitido pela empresa
    diz que, “Estamos trabalhando muito para evitar que pessoas mal-intencionadas utilizem a
    desinformação para prejudicar o processo democrático e realizamos mudanças importantes
    para trazer novos padrões de transparência aos anúncios, especialmente quando esses
    anúncios possuem conteúdo político.”.
    Entre os recursos divulgados estão:
     Agindo contra pessoas mal-intencionadas e maior combate às Fake News.
    O Facebook vem construindo ao longo do ano formas para combater as fake news. Para
    isso a empresa lançou uma ferramenta e um bot para auxiliar as pessoas na interpretação
    de notícias falsas. Além disso, a rede fez parceria com imprensa e agências de checagem
    de fatos. O fact checking tem como objetivo diminuir o alcance de posts denunciados,
    além de excluir páginas que propagam esse tipo de conteúdo de forma recorrente.
     Transparência de anúncios.
    A rede social está a cada dia trabalhando para aumentar a transparência em seus
    anúncios. Em junho foi lançada a ferramenta que possibilita que todos os usuários vejam
    quais os anúncios que a página está veiculando tanto no Facebook como no Instagram,
    mesmo que esses anúncios seja em “dark post”, anúncios que não aparecem no feed de
    notícia.
    Em relação aos anúncios políticos, o Brasil é o segundo país no mundo onde o Facebook
    está lançando marcações que vão informar os usuários quem pagou pelos anúncios
    relacionados à política. Outro recurso importante é o Arquivo de Anúncios, que irá
    armazenar por sete anos todos os anúncios políticos.
     Cooperação com as autoridades.
    Segundo o comunicado, a rede vem trabalhando proativamente juntos ao Tribunal Superior
    Eleitoral (TSE) do Brasil e com os Tribunais Regionais Eleitorais, visando a garantia da
    integridade nas eleições.
    O Facebook diz que reconhece a importância de trabalhar lado a lado com as autoridades
    locais, combatendo a desinformação e as notícias falsas ao mesmo tempo em que incentiva
    uma maior participação cívica nas eleições.
     Engajamento cívico.
    Mais que combater as fake news e a desinformação na rede social, a empresa de Mark
    Zuckerberg, busca também promover um contato mais próximo entre eleitores e
    candidatos.
    Nas páginas de conteúdo político será lançada a aba temas para que os eleitores
    conheçam melhor sobre as propostas e visão dos candidatos a respeito da educação,
    segurança, emprego, economia, entre outros. Além da novidade, dois novos recursos
    serão lançando, o Town Hall que permitirá que o eleitor localize, siga e entre em contato
    com seus representantes. E o Informed Voter Button que vai redirecionar as pessoas para
    as páginas das autoridades eleitorais.
    Já no dia das eleições, os usuários verão uma mensagem em seu feed de notícias,
    lembrando não somente sobre a votação, mas também informando sobre os locais de
    votação.
    Através dessas medidas, o Facebook espera garantir a transparência da empresa durante o
    processo eleitoral brasileiro, o mesmo tempo em que cria uma relação mais próxima e
    confiável entre eleitores e candidatos.

Matérias Relacionadas
Receba por email