Carregando...
Moedas Virtuais e o nascimento de uma nova economia
  • Moedas Virtuais e o nascimento de uma nova economia

    A internet mudou muito a nossa vida incluindo a forma como lidamos com o dinheiro. Consideradas o dinheiro do futuro as moedas virtuais ou as criptomoedas já são uma realidade. O novo modelo não utiliza cédulas ou cartões de crédito e é capaz de realizar transações internacionais com taxas bem menores quando comparadas as moedas tradicionais.
     
    Para garantir a segurança nas transações comerciais, as criptmoedas utilizam uma tecnologia conhecida como blockchain. O blockchain tem uma função parecida com a de um livro contábil registrando todas as transações feitas por diversos computadores e aparelhos de smartphone. Dentre as criptmoedas a mais conhecida é o bitcoin. A moeda virtual se tornou um dos assuntos mais comentados em 2017, alcançando uma valorização de 1.300%.
     
    O mercado brasileiro ainda vê com desconfiança o uso das moedas virtuais, sendo poucas empresas que aceitam as criptomoedas como forma de pagamento. Tal receio vem do alerta que o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deram no final do ano passado a possíveis golpes e fraudes na utilização das moedas virtuais reforçando a necessidade de uma regulamentação para esse tipo de movimentação financeira no país.
     
    Uma das vantagens da criptomoedas é que elas proporcionam uma maior inclusão financeira em especial para a população que não tem ou que prefere não ter acesso aos bancos comuns. As moedas virtuais tornam possível que qualquer smartphone ou computador se torne um banco dessa forma simplificando as transações financeiras em qualquer lugar do mundo. Isso acaba despertando o interesse de muitas pessoas que desejam comprar itens importados com segurança sem ter que pagar as taxas altas que os bancos tradicionais cobram.
     
    Atualmente existe uma grande quantidade de moedas virtuais circulando no mercado. Entre as mais populares estão:
     
    • Bitcoin: a criptomoeda mais conhecida foi a primeira a se lançada e ainda é preferência no mercado.
     
    • Ethereum: vista como uma potencial concorrente do Bitcoin, a moeda foi lançado em 2014, mas só no início de 2017 ganhou destaque quando sua cotação cresceu 4.250%.
     
    • Ripple: por ser de baixo custo e praticamente instantânea, a moeda ficou conhecida por fornecer transações seguras e chegou a superar o valor do Ethereum;
     
    Uma das maiores vantagens vistas nas moedas virtuais é que o seu mercado funciona vinte quatro horas por dia, sete dias por semana e tornando a liquidez das criptmoedas significativamente alta, já que tanto seus compradores como vendedores estão espalhados pelo mundo. Além disso, as criptomoedas não sofrem com as alterações econômicas ou políticas do país. Outro ponto é que cada criptomoeda é única o que faz com que o seu código de registro de suas movimentações também seja único, ou seja, elas são 100% segura.
     
    Hoje já é possível comprar desde computadores e softwares, pagar hospedagem em algumas pousadas e hoteis, fazer viagens pelo mundo, adquirir jogos digitais e fazer doações para ONGs com o bitcoin. Porém, vale lembrar que estamos falando de um mercado novo que é caracterizado por ser volátil e de alto risco.
    Ou seja, embora já tenham demonstrado seu alto potencial para ser o dinheiro do futuro alterando o modo como interagimos com ele, as criptomoedas vão precisar percorrer um longo caminho vencer a barreira da desconfiança do mercado. Uma coisa é certa, estamos vendo o nascimento de uma nova economia cada vez mais dinâmica e sem barreiras.

Matérias Relacionadas
Receba por email