Carregando...
O foco em negócios no curso de Relações Internacionais foi o que agradou Carolina Silos
  • O foco em negócios no curso de Relações Internacionais foi o que agradou Carolina Silos

    O que te fez escolher a carreira de Relações Internacionais?
    Sempre sonhei em falar línguas e estar envolvida no meio dos negócios, durante a faculdade fui me encantando para o mundo das finanças e acabei puxando várias matérias de contabilidade, administração financeira e custos.
     
    O que te fez escolher a ESAMC para fazer Relações Internacionais?
    O foco para negócios foi um diferencial para minha escolha.
     
    Sobre a estrutura que a ESAMC oferece, é um diferencial?
    Estrutura ótima, e professores excelentes, com certeza é uma faculdade diferente!
     
    Ter se formado na ESAMC ajudou de alguma forma a entrar no mercado de trabalho, fez
    diferença?
    Na época em que formei, quando fazia entrevistas para estágio sentia que quando falava que estudava na ESAMC os empregadores tinham uma boa impressão. Com certeza foi um diferencial.
     
    O quanto a formação na ESAMC te ajuda no dia a dia no trabalho, faz diferença?
    A visão de mercado desde o primeiro período abriu minha mente, me ajudou a pensar mais além e perceber o mercado e as necessidades que eu precisava desenvolver.
     
    A ESAMC te incentivou de alguma maneira, como?
    Sim, meus professores me incentivaram muito, cheguei até fazer estágio com um deles (Professor Fontes). Os PGEs sempre eram muito desafiadores, e eu que sou movida a desafios sempre queria me superar.
     
    O quanto ela te auxiliou/ensinou na área em que atua?
    Quando comecei a trabalhar (Financeiro) via na prática o que aprendia na aula. Foi muito positivo.
     
    Como é o dia a dia no seu trabalho no cargo que você ocupa na empresa?
    Hoje sou responsável pela área de Controladoria/Financeiro estratégico do Reis Advogados. Meu dia a dia é bem dinâmico, eu e minha equipe ficamos responsáveis por relatórios estratégicos financeiros para direcionamento da Diretoria e presidência para tomada de decisão, atualização e análise de indicadores operacionais, financeiros e de mercado. Também está presente em nossa rotina a intensa análise de processos de trabalho e mapeamento dos mesmos, bem como as auditorias das áreas. Hoje também assumo o papel de Business Partner (parceiro de negócios), atendendo os gestores e apoiando nas análises dos indicadores financeiros e dos seus setores, em tomada de decisões e análises estratégicas.
     
    Como ele influencia na área de vendas da empresa ou em outra área?
    Como Business Partner apoio também a área comercial na construção de processos bem definidos, análise de indicadores e direcionamento do que não está indo bem. Isso vem direcionando de forma satisfatória os resultados da área (antes sem indicadores os problemas da área demoravam mais para serem percebidos).

Matérias Relacionadas
Receba por email