Carregando...
Qual carreira seguir?
  • Qual carreira seguir?

    Esta talvez seja uma das escolhas mais difíceis, afinal ela acontece numa idade em que não há experiência de vida e nem autoconhecimento suficientes para decidir o que supostamente devemos fazer pelo resto da vida. Obviamente que, ao longo dessa trajetória, tudo pode mudar e acontecer de ter que optar por outra carreira. Mas de qualquer forma a insegurança é um sentimento bastante comum nesta fase, devido à pressão de iniciar uma graduação.  

    Mas fique tranquilo que daremos ótimas dicas para que você faça a escolha mais assertiva possível para que este período seja encarado de forma mais tranquila e fácil. Vamos lá?

    Para escolher uma carreira, você deve levar em conta pelo menos 03 elementos: 

    • Quem é você?
    • O que se estuda ao longo do curso que você pensa fazer?
    • Como é o dia a dia desta profissão?

    O primeiro ponto a se pensar para tomar uma decisão responsável é o autoconhecimento. Você deve se voltar para si mesmo, pensar e conhecer suas habilidades, seus interesses e valores.

    Feito isso, é preciso buscar informações sobre o curso que você planeja passar os próximos 04 ou 05 anos estudando. É importante verificar qual área de conhecimento a graduação pertence: ciências humanas, biológicas e exatas. 

    Para uma escolha mais segura, você deve procurar informações a respeito de cursos em diferentes áreas, não apenas sobre o que imagina gostar. Vale sondar os mais diversos cursos, mas a amplitude da pesquisa depende da etapa em que o estudante se encontra no processo de escolha. Quando a pessoa não tem a noção da área que vai seguir, ela tem de fazer uma pesquisa mais ampla. 

    É importante que esse processo seja feito ao longo do Ensino Médio. Busque uma postura ativa, informações, conhecer e visitar profissionais que estão no mercado de trabalho para que te apresentem como funciona o ambiente de trabalho. 

    Outras opções devem ser pensadas:

    • Feiras de cursos e profissões organizadas por escolas e universidades são uma boa oportunidade para conhecer a rotina de cada profissão;
    • Pesquisar guias, revistas, jornais e suplementos;
    • Quem está muito indeciso pode procurar pelos serviços de orientação profissional oferecidos por universidades, escolas e/ou consultórios de psicologia. Lembrando que orientação não é teste vocacional! Ela não aponta os cursos ideais para cada um, essa decisão que só você pode tomar;
    • Outra sugestão é conhecer as matérias básicas de cada curso e analisar os currículos de várias instituições, pois a mesma graduação pode ter ênfase diferente de acordo com a universidade.
    •  

Matérias Relacionadas
Receba por email