Carregando...

Moda plus size: a menina dos olhos do mundo fashion

Com grandes  personalidades trazendo o assunto à tona, grifes começam a apostar  no mercado GG

Comprar roupas com um bom caimento, qualidade e em sintonia com as tendências sempre foi uma queixa entre as  mulheres de biótipo plus size. Afinal, marcas consagradas, eventos de moda e revistas femininas sempre ignoraram este nicho. 

O cenário começou a mudar por volta dos anos 2010 quando, inclusive a mídia, começou a trazer o tema para a sua pauta de maneira constante e não apenas como um ponto fora da curva a ser tratado como curiosidade. Segundo dados da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), o mercado plus size cresce 6% anualmente e movimenta cerca de R$ 5 bilhões. Esse percentual corresponde, hoje,  a cerca de 300 lojas físicas e aproximadamente 60 virtuais.


Moda Plus Size na mídia

Já conhecida pelo conteúdo democrático, a Revista Manequim, primeira revista de moda do país, foi pioneira ao abordar o tema e, em 2011, criou uma seção fixa com o tema plus size. Além de trazer dicas de como se vestir, o espaço entregava à leitora moldes de peças mais cobiçadas da moda em tamanho grandes.

À época, a modelo plus size Fluvia Lacerda, hoje uma das mais reconhecidas no mundo, tornou-se colunista mensal da publicação – posto que retomou este ano.  Fluvia, que hoje mora nos EUA, alçou voos na carreira fora do País, onde o mercado GG tem espaço em todas as áreas, e é garota-propaganda das dezenas de marcas voltadas para este segmento.

Nos últimos anos, publicações de alta moda contaram com modelos GG estampando as capas,  como a revista Elle que, em 2015, em uma série  celebrando a diversidade, teve a blogueira GG Juliana Romano como destaque. 

Em 2016, a cantora Gaby Amarantos estampou a capa da Revista Boa Forma (Editora Abril) reacendendo o tema. Este ano, a própria Fluvia foi a primeira mulher GG a estampar uma capa da revista Playboy.

Hoje nos holofotes, seja como resultado do maior empoderamento feminino e por ter recebido, enquanto causa, apoio de personalidades, como a atriz Fabiana Karla e a cantora americana Adele, o universo plus size tem ganhado mais espaço na moda.

Ainda assim, mesmo com o mercado aquecido para a moda plus size, a insatisfação entre as consumidoras permanece. Recentemente, uma pesquisa do Sebrae mostrou que 71% das pessoas que usam GG encontram dificuldades para encontrar roupas nas lojas e 86% delas se dizem insatisfeitas com as opções de roupas para manequins grandes.

Estar atentos às tendências, variações e principalmente necessidades da moda e de quem a usa é uma das principais características que os aspirantes ao curso de Design de Moda precisam para se aventurar no mercado. Para quem tem curiosidade de ingressar na área, vale a pena conhecer o curso da Esamc, acesse o site e saiba mais!